Quem é Quem no Mundo dos Aromas

Quando começamos a entrar neste maravilhoso mundo dos aromas, nos deparamos com palavras e conceitos que num primeiro momento parecem de fácil entendimento, mas na verdade podem gerar alguma confusão. 

Mundo dos Aromas

O que é uma Fragrância? 

Fragrância vem do latim fragrantia, que que dizer "perfume", "aroma", "cheiro", "odor".  Perfume ou fragrância possuem significados semelhantes e trazem um toque mais refinado para "cheiro" ou "aroma. 

O que é Aroma?

O que chamamos de aroma nada mais é do que a sensação desencadeada no nosso sistema olfativo pela percepção de substâncias odoríferas que nos levam a sensações de prazer e desagrado, entre outras. Um aroma pode ser ácido, rançoso, pútrido, adocicado, cárneo, queimado, picante ou macio. 

Os Aromas se dividem em duas categorias: 

- Naturais (encontrados na natureza)

- Artificiais (produzidos em laboratório) 

O que é Perfume? 

A palavra Perfume é usada mais comumente para fragrâncias de uso pessoal. 

Um perfume é uma combinação de notas organizadas de forma a criar uma mistura harmonica. Geralmente um perfume contém de 20 a 40% de compostos aromáticos.

O que são Odorizantes? 

Geralmente são utilizados para aromatizar alimentos (para dar cheiro e sabor) e também são utilizados na cosmética, na perfumaria, em ambientes e em produtos de limpeza. 

Em geral, podemos dizer que eles se dividem em aromas naturais, artificiais e sintéticos. Os mais utilizados são os sintéticos pelo seu baixo custo. 

O que são os Óleos Essenciais? 

São substâncias naturais voláteis e quimicamente complexas. Normalmente, são extraídos de flores, caules, folhas, cascas de árvores, sementes e raízes e possuem uma ou duas substâncias preponderantes que caracterizam seu aroma e a sua função terapeutica. 

Os óleos são aplicados por meio de massagens, cremes, compressas, bandagens, inalações, banhos, escalda-pés, fricções e vaporizações. 

Veja mais na descrição de cada óleo essencial suas funções e aplicações. 

O que são Essências Sintéticas? 

Através da química é possível decompor a estrutura molecular dos elementos naturais e identificar as partículas odoríferas e suas proporções e, assim criar essências sintéticas que copiam ou imitam odores encontrados na natureza. 

Com isso é possível imitar ou criar novos aromas com infinitas possibilidades e a um custo relativamente baixo comparado aos produtos naturais. 

A principal diferenca é que estas essências apenas PERFUMAM e não tem ação e efeito terapeutico como é o caso dos Óleos Essenciais que são naturais.